Formiga Miúda / Shopping Samba - Zeca Pagodinho | Letra da Música

Um Acervo de Letras de Músicas de A a Z

Formiga Miúda / Shopping Samba - Zeca Pagodinho - Letra da Música







Formiga miúda

Lua que não muda não muda maré
Você não se iluda
Formiga miúda não morde o meu pé

Êta, samba feito pra dizer verdade
Quem tiver vontade basta abrir o peito
Mas quem tem defeito que se cale agora
Ou que dê um jeito de ficar de fora
Por quê?

Se a dor da queixa fica sem resposta
A roda fecha mal a gente encosta
E quando abre deixa a ferida exposta
E quando abre deixa a ferida exposta

Lua que não muda não muda maré
Você não se iluda
Formiga miúda não morde o meu pé

Êta, samba rude pra cantar na praça
Entre uma atitude e outra cachaça
Quem tiver virtude que puxe o refrão
Antes que ele mude de opinião
Por quê?

A mão que afaga não afoga o trauma
E só se apaga uma dor da alma
Quando o samba esmaga palma contra palma
Quando o samba esmaga palma contra palma

Shopping samba

Vou te contar, rapaz
Tem malandro enrolando demais
No shopping samba
O barato tá no cartaz

Mocotó, mocotó sem tornozelo
Sacolé fora do gelo
Feijoada de sagu
Agrião de talo grosso
Carne-seca de pescoço
Nessa todo mundo vem
É melaço de urutu
Não vai sobrar nada pra ninguém

Afoxé, Afoxé da Argentina
Rock and roll da Cochinchina
Rumba de Waterloo
Boi bumbá de Nova Iorque
Foxtrote do Oiapoque
Nessa todo mundo vem
É pagode de Seul
Não vai sobrar nada pra ninguém

Compartilhe Formiga Miúda / Shopping Samba - Zeca Pagodinho | Letra da Música