Eu Gasto Mesmo - Nego do Borel | Letra da Música

Um Acervo de Letras de Músicas de A a Z

Eu Gasto Mesmo - Nego do Borel - Letra da Música







Só quem tem dinheiro, só quem porta armani, 1100,
Thug line, christian audi, tommy, abercrombie,
Hollister, aeropostale, pode vim, pode vim,
Pode comprar porra

Eu, eu, eu gasto mesmo,
Compro tudo que tenho direito,
Meu carvão é meu dinheiro,
Acabei de encomendar a tal da santa fé,
Falando em fé a minha de fé brigou com a minha amante,
Jogou minhas roupas fora,
Rasgou minha camisa da armani,
Quebrou meu megane, só por causa do abuso
Agora a minha fiel é minha amante, vem, vem, vem.
A minha boca é garagem de bebida,
Estaciona whisky e tequila hoje o bonde vai embrazar.
Uma novinha olhou no meu pescoço
E comentou com a amiga olha o cabide de ouro,
Fui pro palco, soltei a minha voz, nóis que faz o dinheiro,
E dinheiro não faz nóis...

Acaba a balada, chamo a safada,
Levo pro hotel e ela tira roupa...

Bonde dos catchorro empurrando nas catchorras
Bonde dos catchorro empurrando nas catchorras
Bonde dos catchorro empurrando nas catchorras

Compartilhe Eu Gasto Mesmo - Nego do Borel | Letra da Música